TSE desaprova contas do PT de 2013 e determina devolução de R$ 5,2 milhões

TSE desaprova contas do PT de 2013 e determina devolução de R$ 5,2 milhões

TSE desaprova contas do PT de 2013 e determina devolução de R$ 5,2 milhões
TSE desaprova contas do PT de 2013 e determina devolução de R$ 5,2 milhões

Nesta quinta-feira (11), o plenário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), por unanimidade, desaprovou a prestação de contas do PT (Partido dos Trabalhadores) do ano de 2013.

De acordo com a Corte, o partido aplicou irregularmente 8,9% do total em recursos públicos do fundo partidário recebidos naquele ano, o que exige a rejeição da prestação de contas.

Por conta disso, além de ficar 1 mês sem receber repasses do fundo partidário, o partido terá de devolver R$ 5,2 milhões com recursos próprios aos cofres públicos.

O relator do caso no TSE foi o ministro Luis Roberto Barroso, que destacou:

“As irregularidades atingem 11% dos recursos recebidos pela agremiação com todas as fontes. Esse valor expressivo em termos absolutos e percentuais acarreta a desaprovação das contas, uma vez que compromete a sua regularidade e transparência”, fundamentou.