18.5 C
Brasília
3 julho 2020

Sergio Moro

Sérgio Moro pode ser presidente em 2022 e Bolsonaro perde apoio popular

A decisão tomada hoje (24) pelo agora ex-ministro Sérgio Moro virou de cabeça pra baixo o cenário político nacional. Isso por que a exoneração...

Defensores de Bolsonaro começam a ‘abandonar o barco’ após saída de Moro

A decisão de Sérgio Moro em sair do Ministério da justiça deixou a popularidade do Presidente Jair Bolsonaro em xeque. Numa clara demonstração de...

Fenômeno da Internet ultrapassa 1M de seguidores no Instagram e 2M no Twitter

Está curioso para saber quem é o novo fenômeno da internet? Então continue a leitura pois o mais novo fenômeno da internet está acelerado....

“Moro diz que PF vai investigar grupo que usou WhatsApp para planejar incêndios”

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou hoje (25), em uma postagem no Twitter, que a Polícia Federal (PF) vai investigar...

Ação de Lula contra Moro é negada pelo STF

Nesta sexta-feira (23), a Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) negou um pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Lula contra a atuação do...

Hackers queriam vender vazamentos para PT, diz advogado

Walter Delgatti Neto, um dos suspeitos de hackear o celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, tinha a intenção de vender...

Se você confia no Ministro Sérgio Moro Clique aqui e assine seu nome

Se você confia no Ministro Sérgio Moro clique aqui e assine seu nome. Vamos dar um voto de apoio ao melhor ministro do Brasil.

Rede Globo de TV se livrou de uma bomba ao não aceitar compartilhar conteúdo criminoso do Intercept

A Rede Globo de TV que desde o início do caso dos vazamentos não aceitou o conluio de se unir com o ativista Glenn...

Material do Intercept é fruto de crime, diz hacker. Intercept ainda não se manifestou

Walter Delgatti Neto, considerado o líder da organização criminosa desarticulada nesta terça-feira (23), confirmou à Polícia Federal (PF) ter sido responsável pela invasão dos...

Preso Hacker que supostamente invadiu celular de Sérgio Moro

Walter Delgatti Neto, um dos alvos da operação de hoje da Polícia Federal, já foi preso e condenado por receptação, falsificação de documentos e...

Verdevaldo com medo de prisão de hacker pela PF

Glenn Greenwald está com medo que prisão de hacker possa complicar sua situação no caso do vazamento de áudios de Sérgio Moro e integrantes...

Glenn ataca Moro e sugere que Ministro ‘finge amnésia’

Glenn sugere que Moro ‘finge amnésia’ e diz que imprensa não entrega material para governo em uma democracia Ele ressaltou que portal tem sua própria...

Esposa de Sérgio Moro resolve falar. Veja o que ela disse sobre seu esposo e os políticos

A advogada Rosângela Moro, esposa do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, saiu em defesa do marido, logo após ele sofrer inúmeros...

Mais Lidas

Dólar começa o dia em baixa, mas sobe e fecha a R$ 5,35

A divulgação de indicadores econômicos positivos nos Estados Unidos não animou o mercado financeiro brasileiro. Depois de começar o dia em baixa, o dólar reverteu o movimento e passou a subir. A bolsa de valores iniciou a sessão com forte alta, mas desacelerou ao longo das negociações e encerrou praticamente estável. O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (2) vendido a R$ 5,35, com alta de R$ 0,032 (+0,6%). A divisa abriu em queda e aproximou-se de R$ 5,27 por volta das 11h30, mas passou a subir a partir do fim da manhã. O dólar comercial acumula alta de 33,32% em 2020. O euro comercial fechou o dia vendido a R$ 6,01, com alta de 0,55%. A libra esterlina comercial subiu 0,66% e encerrou vendida a R$ 6,684. Bolsa O dia foi marcado por oscilações na bolsa. O índice Ibovespa, da B3 (a bolsa de valores brasileira), fechou esta quinta-feira aos 96.235 pontos, com leve alta de 0,03%. Durante a manhã, o indicador chegou a operar com alta de mais de 1%, mas alternou momentos de ganhos e de perdas durante a tarde. O Ibovespa seguiu o mercado norte-americano. O índice Dow Jones, da bolsa de Nova York, encerrou o dia com alta de 0,36%. No início da manhã, a divulgação de que a economia norte-americana criou 4,8 milhões de empregos em junho, com o segundo mês seguido de alta, animou os mercados globais ao indicar que a recuperação da maior economia do planeta está se acelerando. No entanto, o aumento de casos de covid-19 nos Estados Unidos pressionou os mercados financeiros em todo o planeta durante a tarde. Há várias semanas, mercados financeiros em todo o planeta atravessam um período de nervosismo por causa da recessão global provocada pelo agravamento da pandemia do novo coronavírus. Nos últimos dias, os investimentos têm oscilado entre possíveis ganhos com o relaxamento de restrições em vários países da Europa e em regiões dos Estados Unidos e contratempos no combate à doença.

Weintraub chama Miriam Leitão de ‘jararaca’ e diz que ela está ‘acabada’

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a ser envolver em mais uma discussão no Twitter. Ele reagiu a uma publicação da jornalista Miriam Leitão,...

BNDES lidera grupo de bancos que vão participar da Conta-Covid

Dezenove instituições financeiras públicas e privadas, coordenadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), vão participar da Conta-Covid, financiamento emergencial destinado ao setor elétrico para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O BNDES, junto com o grupo de bancos públicos, vai aportar 30% do total de até R$ 16,4 bilhões que serão liberados para as distribuidoras. Os restantes 70% serão oriundos dos bancos privados. A Conta-Covid foi regulamentada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) no último dia 23 de junho. Trata-se de uma operação de mercado, sem recursos do Tesouro Nacional, que foi estruturada sob a forma de empréstimo sindicalizado de bancos. A operação é lastreada por ativos tarifários, disse o BNDES, por meio de sua assessoria de imprensa. O processo de formação do grupo das 19 instituições financeiras participantes se deu após negociação, que contou com o apoio dos ministérios de Minas e Energia (MME) e da Economia (ME). Adesão A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) foi designada gestora da conta. Ela vai contratar a operação de crédito e repassar os recursos para as distribuidoras, que terão até amanhã (3) para fazerem sua adesão à iniciativa. A previsão é que os recursos serão liberados no final deste mês. De acordo com o BNDES, o empréstimo terá custo de Certificados de Depósitos Interbancários (CDI) + 2,9% ao ano, com 11 meses de carência e prazo de 54 meses para amortização. O BNDES informou também que a operação foi organizada com o objetivo de evitar reajustes maiores nas tarifas de energia elétrica, que seriam originados do próximo processo tarifário ordinário das distribuidoras. Com a Conta-Covid, esses valores serão diluídos em 60 meses, reduzindo os índices dos reajustes a serem aprovados este ano. “A medida garante às distribuidoras os recursos financeiros necessários para compensar a perda de receita temporária em decorrência da pandemia e protege os demais agentes do setor ao permitir que as distribuidoras continuem honrando seus contratos”, expôs o banco.

Senado aprova MP sobre acionistas de sociedades anônimas

O Senado aprovou hoje (2) a Medida Provisória (MP) 931/2020, que autoriza as sociedades anônimas (SAs) a estender o prazo para realização de assembleia...