Bolsonaro PM que matou jovens mototaxistas trabalhava ‘com ódio’, diz...

PM que matou jovens mototaxistas trabalhava ‘com ódio’, diz colega

-

- Advertisment -
- publicidade -

imagem23-01-2020-14-01-42

Em 2015, o sargento Carlos Fernando Dias Chaves teria confundido um macaco hidráulico com uma submetralhadora e acabou matando dois mototaxistas

O sargento Carlos Fernando Dias Chaves, que responde pelo assassinato de dois jovens na Pavuna, no Rio de Janeiro, após ter confundido um macaco hidráulico com uma submetralhadora, foi ‘denunciado’ por um colega de batalhão do PM, no qual afirmou, numa ligação telefônica, que o praça “estava trabalhando com ódio”.

- publicidade -

Segundo informações do jornal ‘Extra’, que obteve acesso às escutas feitas com autorização da Justiça, um diálogo entre dois agentes do 41º BPM (Irajá) mostra um dos policiais comentando os homicídios, que aconteceram em 2015, e afirmando que o sargento “ficava falando que ia matar, matar e com isso deixou de ser profissional” e que “qualquer um que ele pegasse, ia matar”.

No diálogo, um oficial do batalhão pergunta a um praça como a ação aconteceu e ele responde que os demais PMs que patrulhavam o local na ocasião “disseram para o Carlos Fernando não atirar, eles gritaram para não atirar, dizendo ‘ninguém atira, não atira, não é arma’”. Em seguida, o PM completa: “O Carlos Fernando mirou e atirou e ninguém entendeu nada”.

- publicidade -

O policial também afirmou que o sargento tentou fugir do local do crime: “Carlos Fernando foi até o rapaz e, ao verificar que estava morto, disse para ‘meter o pé’”.

No Tribunal, Carlos Fernando afirmou que confundiu um macaco hidráulico que um dos jovens carregava na garupa de uma moto com uma submetralhadora. No depoimento, o sargento acusou os jovens, de 16 e 17 anos, de fazerem “disque drogas” e disse que só atirou porque pensou que sua equipe estava “em iminente perigo”.

- publicidade -

Ainda segundo informações da publicação, o sargento ainda não foi julgado nem preso pelos crimes — o processo contra ele segue em andamento na 4ª Vara Criminal da capital.

Com informações Notícias ao Minuto.

Esta noticia já foi lida460 vezes

imagem23-01-2020-14-01-43

Fonte: saomateusnews.com.br/justica/pm-que-matou-jovens-mototaxistas-trabalhava-com-odio-diz-colega

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Davi Alcolumbre acena a senadores ao atacar Bolsonaro sobre coronavírus

A crise do novo coronavírus permitiu que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), um dos infectados pela covid-19,...

Governo de SP confirma primeira morte por Coronavírus no Brasil

URGENTE! Primeira morte de Coronavírus no Brasil é confirmada Morte por Coronavírus no Brasil São Paulo registrou a primeira morte por...

Felipe Neto é ‘Bambi Enrustido’. Dizem fãs de Caio Coppolla

Ontem (16) após a estreia do programa de Caio Coppolla na CNN Brasil. Felipe Neto usou o Twitter para...

Felipe Neto escracha Caio Coppolla na CNN. “Lambe-Botas”, diz

Felipe Neto usa o Twitter e escracha Caio Coppolla em sua estreia na CNN Brasil. O Youtuber que é...
- Advertisement -

Confira a contraprova de Jorge Jesus para o Coronavírus

O Flamengo informou na noite desta segunda (16) que a contraprova realizada pelo técnico Jorge Jesus “trouxe resultado inconclusivo”...

Ciro Gomes Anuncia Pré-Candidatura À Presidência Em 2022

Ciro Gomes em entrevista no programa Roda Viva anunciou sua pré-candidatura à presidência de 2022 e deu respostas polêmicas...

Mais Lidas

Davi Alcolumbre acena a senadores ao atacar Bolsonaro sobre coronavírus

A crise do novo coronavírus permitiu que o presidente...

Governo de SP confirma primeira morte por Coronavírus no Brasil

URGENTE! Primeira morte de Coronavírus no Brasil é confirmada Morte...
- Advertisement -

Quem sabe você goste 😉Relacionados
Recomendamos para