O líder do governo no Senado, e Fernando Bezerra Coelho (MDS-PE), disse na terça-feira (16), que é o esperado para concluir a votação da proposta de reforma da Previdência (PEC 6/2019), em duas sessões no Senado, e até o final de setembro , e eles dependem de uma maioria no senado favorável à adoção.

“Temos trabalhado com, por um período de 45 dias a partir da chegada da reforma aqui no Senado. Como ele estava para ser votada em segundo turno na câmara dos deputados até o dia 7 ou 8 de agosto, e a nossa expectativa é que seremos capazes de concluir a votação no Senado até o dia 20 de setembro. Eu acredito que o governo está prevista para ser entre 54 e 60 da votação.”

O estado concorda com as mudanças feitas no texto a ser exibido na chamada PEC paralela, uma segunda proposta feita pelo senado para incluir o número de servidores públicos no estado e municipais governo sobre a reforma do sistema de segurança Social.

“Eu não posso aceitar que, vamos ser capazes de vir para o 27 de sistemas de bem-estar estados diferentes um do outro. Eu acredito que ele é adequado para tornar viável esse tipo de reforma da segurança social, o que ele ou ela pode aplicar para a União, mas também aos estados e municípios no brasil. Existem mais de duas mil cidades, com suas próprias regras de ação. Portanto, o Senado e a Casa do estado brasileiro, como deveria, sim, incluir tanto nos estados e municípios, a reforma do fundo de Pensões.”

Com essa informação, a Agência e o Senado.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here