Nesta quarta-feira (17), que foram anunciadas as primeiras medidas tomadas contra os participantes que não sigam as diretrizes de um partido político e tenham votado a favor da reforma da Previdência.

O PDT decidiu retirar as representações que o partido dos oito membros do congresso que votou a favor da PEC no governo federal.

Já o PSB decidiu abrir um processo disciplinar contra todos os 11 membros do partido que votaram a favor das mudanças no plano de previdência.

O mais curioso, no entanto, é que as partes tenham adotado a mesma abordagem e rigor com os parlamentares, que eram os réus nos tribunais.

Nos últimos anos, e a cerca de 4 membros do PDT, e em 2 de o PSB é passado em uma condição de réu, e, pasmem, eles não tiveram quaisquer pedidos de remoção ou de um processo disciplinar no conselho de ética.

PDT: o deputado. Roberto Monteiro (CE) é acusado de um crime ambiental; Gil Cutrim (m & e) é culpada pela fraude contra a Lei de Licitações, peculato e formação de quadrilha; Afonso Mota (rio grande do sul), por suborno, concussão e ocultação de bens; Weverton Rocah ( S) para a contratação de uma empresa sem um processo de licitação.

O: Camilo Capiberibe (AP), responsável por crimes contra o sistema financeiro, e Adilton Sachetti (S), por um crime cometido.

A Ligação Política é a de ser um portal de notícias independente. Por favor, ajude-nos a continuar com o jornalismo livre, sem amarras e sem recursos públicos ” para APOIO

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here