Deputado protocola pedido de prisão de Glenn Greenwald
Deputado protocola pedido de prisão de Glenn Greenwald
Deputado protocola pedido de prisão de Glenn Greenwald. Filipe Barros apresenta pedido de prisão de Glenn Greenwald. O deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) protocolou na Procuradoria-Geral da República (PGR) um pedido de prisão temporária contra o jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil.

Para o parlamentar, há “fortes indícios de que o financiamento e a transmissão dos dados obtidos criminosamente implicam Glenn Greenwald como coautor dos crimes informáticos” que levou quatro supostos hackers à prisão. De acordo com a Polícia Federal (PF), o grupo seria o responsável por invadir os celulares de diversas autoridades, entre elas o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

The Intercept foi o responsável por revelar, inicialmente, supostos diálogos envolvendo o atual ministro da Justiça, na época juiz da Lava Jato, e integrantes do Ministério Público. Entre eles está o procurador Deltan Dallagnol, que discutiu o processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com Moro.

O deputado considera que os ataques hackers “são operações criminosas com a finalidade de deslegitimar a pessoa dos atacados, Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, e, por consequência, buscam criar obstáculos à operação Lava Jato à custa de crimes”.

Filipe Barros ainda aponta diversos fatos que, de acordo com ele, apontam que Greenwald tem relação com a invasão dos aparelhos e pede que o jornalista seja preso temporariamente “para melhor apuração dos fatos”.

Deixe uma resposta