Portaria sobre inquérito civil foi publicada no Diário Oficial do Ministério Público desta quarta-feira (13)

O Ministério Público Federal (MPF) abriu um inquérito civil para investigar algumas irregularidades na atuação do Conselho Regional de Farmácia da Paraíba. A portaria foi publicada nesta quarta-feira (13), no Diário Oficial do MPF.

O documento diz que vai notificar a presidência do Conselho Regional de Farmácia sobre a investigação para reunir informações nos autos. Em nota enviada ao G1, a presidente do Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CRF-PB, Cila Gadelha, informou que “as ações da instituição sempre foram pautadas pela transparência e acessível a todos, seja da classe farmacêutica, como ao público em geral” e confirmou a presença em reuniões com o MPF para “esclarecer todas as dúvidas que venham a existir”.

Ausência de fiscalização adequada

Entre as irregularidades apontadas pelo MPF estão a ausência de informações, em tempo real, relativas às despesas do órgão, como jetons, passagens, diárias e auxílios, no portal da transparência; falta de publicidade, no site do Conselho, sobre eventos de capacitação para o público-alvo; e ausência de fiscalização adequada em algumas farmácias.

Fonte: g1.globo.com