A instituição divulgou nota ontem contra a progressão de regime para Luiz Estevão

Responsável pela investigação e pelas denúncias contra o ex-senador Luiz Estevão no caso da construção do TRT, a Procuradoria Regional da República em São Paulo acompanha com apreensão o processo que pode levá-lo à liberdade. A instituição divulgou nota ontem contra a progressão de regime para Luiz Estevão.

No documento, a Procuradoria lembra que o empresário não devolveu o dinheiro desviado, estimado em R$ 1,04 bilhão, não pagou a multa de R$ 8 milhões, teve mau comportamento na cadeia e ainda foi acusado de corrupção na Papuda.

Mau comportamento carcerário

“O Núcleo de Combate à Corrupção entende que as infrações disciplinares cometidas por Luiz Estevão, em plena vigência do esquema de corrupção da Diretoria da Papuda, já seriam suficientes para impedir a progressão de regime por caracterizarem mau comportamento carcerário”, argumentam os procuradores.

 

Fonte: blogs.correiobraziliense.com.br