Justiça suspende investigação sobre advogado de Adélio Bispo
PF confirmou que o homem suspeito de ter esfaqueado o candidato Jair Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi detido por populares e seguranças e conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora.

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) suspendeu a investigação da Polícia Federal sobre o advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, responsável por coordenar a defesa de Adélio Bispo, segundo a revista Crusoé publicou nesta sexta-feira (1°).

A decisão, do desembargador Neviton Guedes, paralisa a apuração sobre a possibilidade de o atentado contra Jair Bolsonaro ter um mandante.

Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, esfaqueou o então presidente Jair Bolsonaro em setembro do ano passado, durante um ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Por causa do ataque, Bolsonaro ficou mais de 20 dias internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Em janeiro, ele passou por uma outra cirurgia para retirar a bolsa de colostomia que foi colocada na ocasião.