Previsão de alta continua em 10 dias após a cirurgia, que aconteceu nessa segunda-feira (28)

 

porta-voz da presidência da República, Otavio do Rêgo Barros, disse que o presidente Jair Bolsonaro vai se comunicar por meio de videoconferência ou áudio conferência com os ministros quando necessário.

Segundo ele, o presidente será preservado de falar porque há possibilidade de que gases entrem em sua cavidade abdominal, o que poderia provocar dores e dificuldade na cicatrização.

“[Reuniões] não acontecerão. Os ministros farão, se necessário, suas consultas por meio de videoconferência ou áudio conferência. Testamos os dois sistemas e funcionaram perfeitamente”, disse. “Ele [Bolsonaro] vai absorver a informação e vai escrever a orientação dele. Essa é a nossa ideia”, acrescentou.

Fonte: Isto é

 

Deixe uma resposta